Grandes personalidades e os looks da PROGRAM!

Ter estilo próprio é sinônimo de autoconhecimento, por isso, nada melhor do que se inspirar em grandes ícones que fazem ou fizeram diferença na história, com suas personalidades marcantes e cheias de estilo!

Diana e seu estilo elegante!

Diana

Como bom ícone que é, a princesa Diana não só ditou moda nas décadas de 80 e 90, como apostou em peças que viriam a se tornar clássicos anos depois. Prova disso, é que seu estilo elegante continua em alta nos looks que surgem nas passarelas e ruas mundo afora.

Ousada, ela mudou até o dress code da realeza (antes de Diana, o preto era usado apenas em funerais; depois, ganhou eventos glamourosos).

Alguns looks da PROGRAM inspirados na princesa:

RDE_7262

_MGM0024

 

 

 Marilyn Monroe: o mais sensual dos estilos!

 

marilyn

Em seus anos no cinema, Marilyn se tornou um grande ícone da cultura pop e um dos maiores símbolos sexuais da história. Além de seu corpo, muitas queriam atingir seu estilo de se vestir. Desde quando ditou padrões, até os dias atuais, a atriz continua como uma das maiores referências em moda e estilo.

Looks PROGRAM inspirados na diva:

RDE_4246

RDE_4631

RDE_0267

 

Iris Apfel e o seu estilo ousado!

 

Iris Apfel

Sempre usando óculos grandes, cores marcantes e uma verdadeira montanha de acessórios, Iris Apfel é a luz colorida no fim do túnel do minimalismo. Ela mesma conta que não tem nada de básico, gosta de tudo original e singular. Originalmente uma designer de interiores, Apfel trabalhou com importação de objetos e tecidos exóticos.

Até hoje esse gosto ousado e colorido, continua firme e forte!

Alguns looks da PROGRAM inspirados em Iris:

RDE_6732

RDE_9064

RDE_4395

 

A clássica Jackie Onassis!

 

Jacki O.

Com um estilo clássico e único, Jacqueline Onassis é considerada uma das mulheres que mais influenciou a moda em todos os tempos. Seu look icônico, composto por tailleurs bem cortados e monocromáticos, a transformou em um símbolo da moda que até hoje inspira mulheres no mundo inteiro.  Vestidos curtos e estampados, brincos longos e colares de pérolas com duas voltas, passaram a fazer parte do seu closet, que também contava com looks de uma mulher profissional bem-sucedida.

Looks PROGRAM inspirados em Jackie:

RDE_4313

RDE_0053

RDE_4093

 

A diva Madonna e seu estilo rebelde!

 

Madonna

Quando lançou o disco de estreia de sua carreira solo, em 1983, Madonna começava a influenciar o público feminino com seu estilo composto por tops de renda, saias sobre calças capri e meia arrastão, combinados a crucifixos, pulseiras e cabelos descoloridos. Foi naquela década, em 1985, que ela fez sua primeira turnê pelos Estados Unidos, com fileiras de meninas usando saias de filó e calças capri, luvas de renda, rosários, laços no cabelo e brincos de argola – ícones do estilo de Madonna naquele período.

Seleção de looks PROGRAM inspirados em Madonna:

RDE_7176

 

 

RDE_7851

 

Hebe Camargo e seu estilo extravagante!

 

Hebe

Fora a indiscutível importância da estrela na história da nossa telinha, Hebe encantou pela exuberância de suas joias e vestidos suntuosos, um estilo sempre impecável e marcado pelo glamour. A apresentadora era dona de uma das maiores coleções de preciosidades em acessórios do Brasil. Peças feitas sob encomenda, pérolas raras, esmeraldas; sempre grandes e imponentes. Uma das extravagâncias de Hebe era um colar com 30 quilates de diamantes, corriqueiro em suas aparições.

Maxi brincos, colares, pulseiras, paetês, peles e saltos altíssimos. Pense em algo sofisticado – estava no guarda-roupa de Hebe.

Looks PROGRAM inspirados em Hebe:

RDE_7203

RDE_5272

RDE_9103

 

Gaby Amarantos: estilo exuberante!

 

Gabi Amarantos

Embora faça questão de preservar um estilo irreverente, com turbantes e muita cor, Gaby conta que passou por uma evolução visual desde que começou a apresentar o “Saia Justa”, na GNT.

A cantora é conhecida pelo seu visual exótico e exuberante, cheio de personalidade e cor, com estampas em animal print, turbantes super fashion, vestidos curtos e maxi brincos.

Looks da PROGRAM inspirados em Gaby:

RDE_4376

RDE_5073

RDE_9097

 

Lady Gaga: a mais descolada dos estilos!

lady gaga

Apaixonada por moda e sempre disposta a mostrar todas as suas formas e dimensões, Gaga tem seu estilo dividido entre estes opostos tão polarizantes – o clássico e o avant-garde -, transitando com naturalidade entre os dois extremos.

Com o passar dos anos, Gaga mostrou toda uma nova face: mais adulta, mas não menos cool. Por depender apenas dos exageros para chamar atenção, a cantora, quando aposta no drama, soa ainda mais contemporânea. E quando aposta no romantismo, o faz de longo de plumas Valentino alta-costura, provocando suspiro coletivo. Esse é o grande trunfo de Lady Gaga: jamais saber o que ela vai trazer no próximo evento – inclua aí um look incrível ou até um simples bronzeado!

Alguns looks da PROGRAM inspirados em Gaga:

RDE_7627

 

 

RDE_7351-2

Esses e outros modelos você encontra no site programmoda.com.br

 

Siga a PROGRAM no Facebook

Siga a PROGRAM no Instagram

 

A moda antes e depois da Pandemia

Os grandes acontecimentos mundiais sempre influenciaram a moda. O momento atual de Pandemia por Covid-19 não é diferente.

A história nos traz alguns exemplos de comportamentos que, associados com o que se passava pelo mundo, geraram mudanças sociais definitivas e permanentes.

O primeiro exemplo que podemos citar, só para ficar nos mais recentes, foi a 1ª Guerra Mundial. Com a saída dos homens das fábricas e do trabalho nos campos para irem para o front, as mulheres tiveram que, literalmente, ir para as ruas para buscar o sustento familiar e substituir os operários e agricultores. Isso determinou o fim do espartilho e o começo da era da calça comprida, que, no início, era usada com uma saia ou um avental comprido por cima. Um pouco depois dessa fase, as mulheres passaram a usar calças sozinhas, muito por influência da grande inovadora desse período: Coco Chanel.

Fábrica de munição na França (1916) - Archive of Modern Conflict London/Reuters
Mulher trabalhando em uma fábrica, no período da primeira guerra mundial.

 

Mulheres vestidas para o trabalho nas fábricas, no período da primeira guera mundial.

 

Modelos de roupas para trabalho.

Chanel entendeu muito rápido a necessidade dos novos tempos e soube adaptar esse desejo para a moda e a mulher que surgia. As roupas passaram a ser práticas, com as linhas das roupas mais simples, o comprimento mais curto e o novo conceito que resumia a mulher moderna e independente.

Coco Chanel ( à esquerda) vestindo calça comprida na década de 1920.

Depois desse período o grande acontecimento mundial foi a 2ª Guerra Mundial, que fez com que as mulheres mais uma vez saíssem de casa para trabalhar, enquanto seus maridos e pais estavam lutando pelo país. Foram anos difíceis, cheios de restrições e com o final da guerra, um sentimento de felicidade tomou conta de populações inteiras,  se refletindo mais uma vez na forma como as mulheres passaram a se vestir. Nesse ponto, o visual rigoroso e sequinho já estava ultrapassado e as mulheres estavam cansadas de tanta austeridade para se vestir.

Tailleurs típicos dos anos 40: a moda seguia o rigor dos uniformes militares com silhueta ajustada e poucos adereços femininos.

Em 1947, logo após o término da 2ª Guerra, foi lançado o “New look” ou “Tailleur Bar” de Christian Dior, revolucionário para a época e que  trouxe a feminilidade de volta ao guarda-roupa feminino. Com sua saia super rodada, com metros e metros de tecido e sua proposta de um mundo novo  de paz, cheio de felicidade, prosperidade e abundância.

Foi quando surgiram as primeiras roupas prontas ou, aqui no Brasil, as  “roupas feitas”, peças já produzidas que eram produzidas em massa e compradas para uso imediato. Tudo estava à disposição na loja mais próxima, sem necessidade de idas à costureira e provas cansativas.

É oficial: Maria Grazia Chiuri é a 1ª mulher estilista da Dior ...
O icônico Tailleur Bar, ou New Look, criação de Christian Dior, há 73 anos.

Avançando um pouco mais na linha do tempo, chegamos aos rebeldes anos 50 e 60, com a juventude transviada e o primeiro traje rebelde (hoje um clássico da moda jovem): a calça jeans com camiseta branca e jaqueta de couro preta.

Um verdadeiro símbolo dos anos 50 e começo dos anos 60, a calça jeans passa a ser o vínculo da moda com os jovens rebeldes, assim como a motocicleta e os carros em alta velocidade, representados por James Dean e Marlon Brando no cinema.

Eram anos agitados e a sociedade passava por uma revolução de costumes: os jovens começam a ter necessidade de identidade própria e procuram trilhar o seu caminho desvinculado do que desejavam seus pais, considerados pelos seus filhos, repressivos e antiguados.

 

Flores da Modéstia: A mulher e as calças nos anos 40
Publicidade de marca de “roupas feitas”, anunciando modelos em jeans. Anos 1950 nos EUA.

A música, o cinema, a literatura e as artes em geral seguiram o mesmo caminho e abriram espaço para a outra revolução um pouco mais tarde: os Hippies do final dos nos 60 e década de 70, com suas roupas coloridas, cheias de significado flower power,  as franjas e as bocas-de-sino (que hoje chamamos de flare).

Com seu discurso pacifista, os hippies eram contra a guerra do Vietnan e pregavam o amor livre, o uso de drogas para abrir as portas da percepção e se opunham a tudo que não fosse o senso comum; a coletividade . Esse movimento ficou conhecido como “contra-cultura” e influenciou toda uma geração.

Moda anos de 1970: inspirações de looks e produções
Ponchos, técnica tye die, estampas de cashmere e forais multicoloridos são as principais contribuições do período hippie para a moda.

Outro grupo que influenciou diretamente a moda dos anos 70/80 foi o movimento Punk inglês, com seus cabelos moicanos e suas roupas predominantemente pretas, com muitas tachas e pregos.
Os Punks, diferente dos Hippies, pregavam a agressividade como forma de expressão e mudança e eram contra qualquer forma de autoritarismo. Sua vestimenta e a música são as principais formas de identificação dessa ideologia.

Vivienne Westwood é a principal estilista desse movimento e suas criações romperam com establishment e continuam atuais 45 anos após o surgimento do movimento PUNK, na Inglaterra  em meados dos anos 1970.

1970s Westwood was one of the biggest names in the 1970s and later ...
Vivienne Westwood (de vermelho) na Londres dos anos 1970.

Uma coisa é certa, o laboratório da moda é a sociedade. Quanto maiores forem as mudanças no nosso meio social, maior será a transformação da moda.

Após a Pandemia algumas tendências já se mostram promissoras, como a necessidade de cuidar mais do planeta, a possibilidade de termos relações mais próximas, mesmo estamos distantes e outras que ainda vamos descobrir.

Nesse quadro promissor e novo, só o que podemos fazer por enquanto é imaginar qual será esse mundo novo, tendo a mente aberta e uma atitude otimista em relação ao futuro.

O novo cenário da moda nos permitirá ter mais consciência em relação a cadeia produtiva, a origem dos produtos e nos apontará as novas relações entre as marcas e os consumidores.

Mais do que isso, alertará para a responsabilidade de todos (empresas e clientes) com a economia e com a sociedade.

 

Siga-nos no Facebook

Siga-nos no Instagram

 

 

 

Aprenda a combinar as cores do inverno com os looks da PROGRAM!

A cartela de cores deste Outono-Inverno, vem acompanhada de diversos tons terrosos, como o marrom, argila, verde militar, sugar almond, também conhecido por camêlo e suas variações de cáqui, vinho, biking red ou vermelho fechado, além de outras cores vivas, como o verde éden, berry gloss ou magenta, burnt orange (mais conhecido por laranja queimado), galaxy blue, dusty cedar ou rosé e claro, as cores neutras, como preto e branco.

Na matéria de hoje, iremos mostrar algumas sugestões de looks com as melhores combinações de cores deste inverno, para você arrasar ainda mais nas produções!

Cores neutras: branco e preto

Por serem cores neutras, o branco e preto permitem diversas combinações, desde os tons claros, como o rosé, até os mais escuros, como o verde éden ou militar e o galaxy blue.

_RDE4544

_RDE4704

RDE_0407

RDE_5198

RDE_7461

 

Quer sair do básico camisa branca e jeans? Invista em calças coloridas!

 

Marrom

O marrom veio com tudo neste Outono- Inverno e algumas pessoas sentem dificuldades para criar combinações com esta cor tão marcante.

Muitas cores combinam com marrom. Se você curte cores vivas, saiba que fica lindo com verde.

 

 

 

E claro, o clássico marrom e preto!

 

Aposte na combinação monocromática, marrom e tons terrosos!

RDE_6973

Verde

O verde éden é um tom mais vivo e marcante, você pode combiná-lo com outros tons de verde mais claros, ou até mesmo com o mostarda!

RDE_7084

RDE_0296

Para um combinação clássica, aposte no verde militar e preto. Se deseja um look mais fashionista, aposte no orange burnt.

RDE_7836

Combinação perfeita: vermelho bossa nova e verde cypress!

_RDE4678

Vermelho

Existe combinação mais certeira como o vermelho e marinho? Aposte sem erro!

RDE_7787

Para produções monocromáticas, aposte em um ponto de luz! Na foto abaixo, o azul petróleo deu um brilho extra ao look de uma só cor.

RDE_7782

Vinho

 

RDE_6613

Vinho e rosé são cores muito próximas da cartela, facilitando a combinação do look!

RDE_7424

Assim como no vermelho, a cor marinho também combina com o vinho!

 

 

Ou aposte sem erro na camisa em galaxy blue, com a calça de sarja vinho!

Orange Burnt

Mais conhecido como laranja queimado, essa cor que é uma das tendências deste Outono-Inverno, combina com tons mais neutros, como o areia e tons de azul.

RDE_7133

 

Esses e outros modelos você encontra no site programmoda.com.br

 

Siga a PROGRAM no Facebook

Siga a PROGRAM no Instagram

 

O jeans perfeito você encontra na PROGRAM!

A linha jeasnwear da PROGRAM está sempre repleta de novidades, com modelagens para todos os gostos, em tecidos confortáveis e com ótima elasticidade.

No site programmoda.com.br, você encontra diversos modelos de calças jeans, como cigarrete, boot cut, reta, skinny, além de shorts saia, bermudas e vestidos.

A matéria de hoje irá explicar as diferenças entre as calças jeans, um clássico do guarda-roupa, super versátil e que nunca sai de moda!

Skinny

_MGM0359

_MGM0330

Essa é uma das modelagens de jeans mais contemporâneas. Acredita-se que o seu ponto alto na moda foi durante o inverno de 2005, com o lançamento da estilista inglesa Stella McCartney.

Ela é bem justinha do quadril ao tornozelo, dando aquela valorizada nas curvas. A calça skinny é ideal para quem gosta de peças mais coladinhas no corpo. É perfeita para qualquer tipo de ocasião e combina com vários tipos de sapatos, desde tênis, até o salto alto.

Boot cut

RDE_0422

RDE_0433

 

RDE_4471

 

A calça boot cut começou a ficar famosa em torno dos anos 90. Ela é uma peça super democrática, pois cai bem em diversos tipos de silhueta. A modelagem dela é reta até a coxa, deixando em harmonia quem possui bastante quadril. Na parte de baixo, da barra, a calça consegue cobrir uma bota ou um sapato de sua preferência, por isso a nomenclatura “boot cut”.

Reta

_MGM0252

_MGM0267

 

A modelagem reta é um clássico fashion, atemporal, que deixa qualquer produção com um ar mais  “arrumadinho”. É aquele tipo de calça que você não vai encontrar dificuldades ao compor o look.

Como o próprio nome já diz, esse estilo apresenta uma modelagem reta por toda a extensão das pernas, dando menos destaque às curvas do quadril e da perna, deixando a silhueta mais equilibrada.

Uma dica fashionista, dobre a barra para ficar bem moderna!

Cigarrete

 

A calça cigarrete é muito parecida com a skinny. A diferença está no comprimento, já que este modelo faz com que a barra termine no tornozelo.

A modelagem cigarrete confere modernidade e estilo à produção e pode ser usada com sapatilhas, sandálias, tênis, botas e também saltos mais altos para looks mais elaborados.

Outros modelos em Jeans

Shorts saia é o modelo perfeito para quem deseja praticidade! Possui o conforto do shorts, com a leveza da saia!

No outono/ inverno, você pode compor looks com bermudas ou shorts jeans, optando por botas de cano curto.

 

 

Vestido jeans, na PROGRAM você também encontra!

_MGM0070

Confira as cores ideais para cada tipo de pele e cabelo!

Hoje falaremos sobre as cores perfeitas para cada tipo de pele e cabelo. Sabemos que o mais importante é estar em harmonia e se sentir bem. As cores possuem grande influência no nosso dia a dia e na maneira como nos vestimos, sendo importante avaliarmos também o tom que mais combina com as nossas características físicas e também com a nossa personalidade.

A PROGRAM selecionou as principais cores para cada tipo de pele e cabelo, para você se identificar ainda mais:

Peles morenas e negras

Tons de bege escuro, como o camelo ou sugar almond, biking red ou vermelho mais fechado, tons de amarelo e mostarda, além de outras cores vivas e iluminadas, como o pink, dourado e prata, são ótimas para peles morenas e negras.

_RDE6626

RDE_0091

_RDE6361

 

_MGM0465

_RDE6531

RDE_4586

 

Cabelos escuros e pele clara

Tons de laranja, como o burnt orange ou laranja queimado, berry gloss mais conhecido como magenta, tons de vermelho vivo, são cores perfeitas para quem tem cabelo escuro e pele clara.

RDE_6634

RDE_0057

RDE_0043

RDE_6904

RDE_9470

RDE_6767

RDE_7499

 

Peles claras e loiras

Tons terrosos, como o cáqui, marron, argila ou cores vivas como o vinho, roxo, bordô e também tons delicados, como o rosa ou rosé, combinam com a pele clara e o cabelo loiro.

RDE_4195

RDE_9464

 

_RDE4806

_RDE4570

_RDE4608

18

RDE_0075

_MGM0030

Peles claras e ruivas

Todos os tons de verde, desde o eden (o mais escuro da paleta), até mesmo o verde mint (mais claro), ou o bandeira (mais vivo), além do clássico preto e branco e do galaxy blue, a cor tendência deste inverno.

RDE_0099

RDE_9068

_MGM0026

RDE_5079

RDE_0083

RDE_4637

 

_MGM0461

_MGM0022

RDE_0045

Esses e outros modelos você encontra em nosso site programmoda.com.br