Grandes estilistas e os looks da PROGRAM

Na matéria de hoje, falaremos um pouquinho sobre os grandes estilistas que marcaram a história do mundo da moda e mostraremos também alguns looks da PROGRAM, que são o estilo de cada um deles! Confira!

Vivienne Westwood

vivienne-westwood-fashion-designer-legacy-history-brand-0

Poucos nomes na moda alcançaram o mesmo patamar que a estilista Vivienne Westwood. Pudera! Desde os anos 70, a inglesa é responsável por lançar e propagar algumas das principais tendências do mundo, incluindo verdadeiros movimentos culturais, como o punk e a moda engajada dos anos 2000.

Iconoclasta, a marca de Vivienne Westwood tem por essência um estilo contestador, fazendo eco aos discursos da estilista. “A melhor maneira de confrontar a sociedade britânica é ser o mais obscena possível”, disse ela em 2013.

RDE_0245

RDE_7203

 

Coco Chanel

coco-chanel-ocabide

 

Elegância significa conforto e Coco Chanel ofereceu ao mundo um novo modelo feminino que iria prevalecer ao longo dos anos: uma mulher dinâmica e trabalhadora que já não podia reconhecer-se nas roupas constritivas da Belle Époque. “Eu quero vestir mulheres ativas; uma mulher ativa precisa se sentir confortável em suas roupas”.

Foi uma estilista francesa e uma inovadora no campo da moda. Foi a fundadora da marca “Chanel”, um grande império na produção de roupas, bolsas, sapatos, perfumes, acessórios etc.

RDE_5388

_MGM0228

 

Miuccia Prada

 

MIUCCIA-PRADA

 

A estilista italiana Miuccia Prada (10 de maio de 1949) é mais conhecida como Miu Miu, seu apelido de infância.

Em suas marcas, a estilista reinventou o conceito de belo e feminino. A carreira dela é marcada pela criatividade e por buscar sempre o diferencial daquilo que está sendo feito no mundo da moda. Miuccia acredita que a marca vende porque agrega todos esses significados ao produto. Isso porque, a Prada foi transformada em uma ideia que vai além da experiência de consumo.

Com Miuccia à frente, a Prada se transformou em um império na produção de moda feminina, masculina, acessórios, roupas íntimas e até mesmo cosméticos.

RDE_4150

RDE_7176

 

Diane Von Furstenberg

Diane_von_Furstenberg

Antes de ser conhecida como estilista, Diane foi princesa. Casou-se com o príncipe Egon Von Furstenberg, descendente de uma tradicional família alemã, aos 18 anos. O crescimento da marca aconteceu muito rápido. O sucesso começou em 1970 com a venda de mais de 25 mil vestidos por semana, conquistando Nova Iorque e a Europa.

Diane foi a criadora do famoso wrap dress ou vestido envelope, aquele que cruza e amarra na cintura, em 1973. Ele é famoso, pois valoriza a silhueta de qualquer mulher, desde as mais conservadoras, até as mais extravagantes.

RDE_6927
RDE_4195

Karl Lagerfeld

Karl_Lagerfeld1

Foi um dos designers de moda mais respeitados do mundo, sendo grande responsável por moldar a indústria e lançar tendências. Foi diretor criativo da Chanel e da casa de moda italiana Fendi, além de também dirigir a sua própria casa de moda, Karl Lagerfeld.

Karl também foi o responsável pela renovação das clássicas bolsas da grife francesa, que nunca deixaram de ser um grande sucesso e um verdadeiro sonho de consumo entre os grandes apreciadores da moda.

RDE_4188

RDE_9112

 

Christian Dior

 

2-foto-Christian-Dior

Eternizou o seu nome no mundo da moda a partir do New Look, a estética que trouxe de volta a feminilidade, o luxo e a sofisticação, após a Segunda Guerra Mundial. Homem simples e de refinamento discreto, o estilista francês conquistou os corações da mulheres ao redor de todo o mundo e seu império de Alta Costura permanece até hoje como sinônimo de glória e requinte.

RDE_7364

RDE_7150

 

Stella Mccartney

 

Stella-McCartney-1920x1280-990x556

O principal diferencial da estilista é o fato de que sua vida de vegetariana, espelhou nas suas coleções que não possuem nenhum tipo de couro, de pele ou penas.

Para ela, nenhum animal deve ceder suas vidas pela moda. Essa decisão torna a marca a primeira e uma das únicas que pensam de forma responsável pela ética e meio ambiente. Stella expandiu sua gama de produtos, que hoje se dividem em: ready-to-wearlingerie, acessórios, perfumes e infantil, bridal e roupa de festa.

RDE_0407

_RDE8806-500x750

 

Yves Saint Laurent

 

yves saint

 

“Ele era como Picasso”, disse Valerie Steele, diretora e curadora-chefe do museu do Fashion Institute of Technology, na época de sua morte. “Transformava seu estilo e sempre causava um impacto incrível na moda”. Desde a sua primeira coleção na Christian Dior – quando tinha apenas 21 anos – até ao empoderador Le Smoking, suas blusas transparentes, sua defesa pela diversidade, Yves Saint Laurent foi um verdadeiro inovador de seu tempo. Tão grande foi o seu impacto que, em 1983, aos 47 anos, tornou-se o primeiro estilista vivo a ser reconhecido com uma retrospectiva no Costume Institute do Metropolitan Museum of Art.

RDE_5401

RDE_0153

 

Valentino

 

valentino

A história de Valentino tem início nos anos 50, quando Valentino Clemente Ludovico Garavani, italiano nascido na cidade de Voghera, em 1932, se muda para Paris ainda adolescente para estudar moda. Na França, ele tem a oportunidade de aprender com os mestres Guy Laroche e Jean Dessès.

Sua obsessão pelo vermelho deu nome a uma de suas linhas, Red Valentino, que propõe uma releitura contemporânea do estilo clássico da grife. Os vestidos Red Valentino traduzem o perfeccionismo das suas criações com peças em tecidos refinados e texturas elaboradas, além de toques luminosos e detalhes translúcidos.

A sofisticação dos designs apresentados ao longo dos anos pela grife também se estende aos acessórios. A linha mais recente de bolsas Red Valentino traz peças inspiradas na pop art que refletem o luxo característico da marca.

RDE_6857

RDE_4269

 

Donna Karan

 

1200px-Donna_Karan_VF_2012_Shankbone

 

A marca Donna Karan foi fundada pela estilista Donna Karan e seu marido, Stephan Weiss, em 1984, em Nova Iorque.

É a queridinha de muitas celebridades e mulheres ao redor do mundo, pelo fato de Donna apostar em mulheres “comuns” e não em um padrão que muitas marcas costumam escolher. Suas roupas seguem um estilo urbano, sofisticado e acessível.

Donna chamou a atenção do público e da crítica com suas roupas que abandonavam estilo exagerado dos anos 80, focando nas mulheres comuns e valorizando os pontos positivos da silhueta feminina e disfarçando os pontos negativos. A marca associa-se à cidade de Nova Iorque, que é o lar das mulheres urbanas e dinâmicas, além de servir como grande inspiração para a estilista.

RDE_0296

RDE_6634

Gostou da matéria? Esses e outros modelos da coleção de Outono Inverno 2020, você encontra no site programmoda.com.br.

 

Siga-nos no Facebook

Siga-nos no Instagram

 

Grandes personalidades e os looks da PROGRAM!

Ter estilo próprio é sinônimo de autoconhecimento, por isso, nada melhor do que se inspirar em grandes ícones que fazem ou fizeram diferença na história, com suas personalidades marcantes e cheias de estilo!

Diana e seu estilo elegante!

Diana

Como bom ícone que é, a princesa Diana não só ditou moda nas décadas de 80 e 90, como apostou em peças que viriam a se tornar clássicos anos depois. Prova disso, é que seu estilo elegante continua em alta nos looks que surgem nas passarelas e ruas mundo afora.

Ousada, ela mudou até o dress code da realeza (antes de Diana, o preto era usado apenas em funerais; depois, ganhou eventos glamourosos).

Alguns looks da PROGRAM inspirados na princesa:

RDE_7262

_MGM0024

 

 

 Marilyn Monroe: o mais sensual dos estilos!

 

marilyn

Em seus anos no cinema, Marilyn se tornou um grande ícone da cultura pop e um dos maiores símbolos sexuais da história. Além de seu corpo, muitas queriam atingir seu estilo de se vestir. Desde quando ditou padrões, até os dias atuais, a atriz continua como uma das maiores referências em moda e estilo.

Looks PROGRAM inspirados na diva:

RDE_4246

RDE_4631

RDE_0267

 

Iris Apfel e o seu estilo ousado!

 

Iris Apfel

Sempre usando óculos grandes, cores marcantes e uma verdadeira montanha de acessórios, Iris Apfel é a luz colorida no fim do túnel do minimalismo. Ela mesma conta que não tem nada de básico, gosta de tudo original e singular. Originalmente uma designer de interiores, Apfel trabalhou com importação de objetos e tecidos exóticos.

Até hoje esse gosto ousado e colorido, continua firme e forte!

Alguns looks da PROGRAM inspirados em Iris:

RDE_6732

RDE_9064

RDE_4395

 

A clássica Jackie Onassis!

 

Jacki O.

Com um estilo clássico e único, Jacqueline Onassis é considerada uma das mulheres que mais influenciou a moda em todos os tempos. Seu look icônico, composto por tailleurs bem cortados e monocromáticos, a transformou em um símbolo da moda que até hoje inspira mulheres no mundo inteiro.  Vestidos curtos e estampados, brincos longos e colares de pérolas com duas voltas, passaram a fazer parte do seu closet, que também contava com looks de uma mulher profissional bem-sucedida.

Looks PROGRAM inspirados em Jackie:

RDE_4313

RDE_0053

RDE_4093

 

A diva Madonna e seu estilo rebelde!

 

Madonna

Quando lançou o disco de estreia de sua carreira solo, em 1983, Madonna começava a influenciar o público feminino com seu estilo composto por tops de renda, saias sobre calças capri e meia arrastão, combinados a crucifixos, pulseiras e cabelos descoloridos. Foi naquela década, em 1985, que ela fez sua primeira turnê pelos Estados Unidos, com fileiras de meninas usando saias de filó e calças capri, luvas de renda, rosários, laços no cabelo e brincos de argola – ícones do estilo de Madonna naquele período.

Seleção de looks PROGRAM inspirados em Madonna:

RDE_7176

 

 

RDE_7851

 

Hebe Camargo e seu estilo extravagante!

 

Hebe

Fora a indiscutível importância da estrela na história da nossa telinha, Hebe encantou pela exuberância de suas joias e vestidos suntuosos, um estilo sempre impecável e marcado pelo glamour. A apresentadora era dona de uma das maiores coleções de preciosidades em acessórios do Brasil. Peças feitas sob encomenda, pérolas raras, esmeraldas; sempre grandes e imponentes. Uma das extravagâncias de Hebe era um colar com 30 quilates de diamantes, corriqueiro em suas aparições.

Maxi brincos, colares, pulseiras, paetês, peles e saltos altíssimos. Pense em algo sofisticado – estava no guarda-roupa de Hebe.

Looks PROGRAM inspirados em Hebe:

RDE_7203

RDE_5272

RDE_9103

 

Gaby Amarantos: estilo exuberante!

 

Gabi Amarantos

Embora faça questão de preservar um estilo irreverente, com turbantes e muita cor, Gaby conta que passou por uma evolução visual desde que começou a apresentar o “Saia Justa”, na GNT.

A cantora é conhecida pelo seu visual exótico e exuberante, cheio de personalidade e cor, com estampas em animal print, turbantes super fashion, vestidos curtos e maxi brincos.

Looks da PROGRAM inspirados em Gaby:

RDE_4376

RDE_5073

RDE_9097

 

Lady Gaga: a mais descolada dos estilos!

lady gaga

Apaixonada por moda e sempre disposta a mostrar todas as suas formas e dimensões, Gaga tem seu estilo dividido entre estes opostos tão polarizantes – o clássico e o avant-garde -, transitando com naturalidade entre os dois extremos.

Com o passar dos anos, Gaga mostrou toda uma nova face: mais adulta, mas não menos cool. Por depender apenas dos exageros para chamar atenção, a cantora, quando aposta no drama, soa ainda mais contemporânea. E quando aposta no romantismo, o faz de longo de plumas Valentino alta-costura, provocando suspiro coletivo. Esse é o grande trunfo de Lady Gaga: jamais saber o que ela vai trazer no próximo evento – inclua aí um look incrível ou até um simples bronzeado!

Alguns looks da PROGRAM inspirados em Gaga:

RDE_7627

 

 

RDE_7351-2

Esses e outros modelos você encontra no site programmoda.com.br

 

Siga a PROGRAM no Facebook

Siga a PROGRAM no Instagram

 

A moda antes e depois da Pandemia

Os grandes acontecimentos mundiais sempre influenciaram a moda. O momento atual de Pandemia por Covid-19 não é diferente.

A história nos traz alguns exemplos de comportamentos que, associados com o que se passava pelo mundo, geraram mudanças sociais definitivas e permanentes.

O primeiro exemplo que podemos citar, só para ficar nos mais recentes, foi a 1ª Guerra Mundial. Com a saída dos homens das fábricas e do trabalho nos campos para irem para o front, as mulheres tiveram que, literalmente, ir para as ruas para buscar o sustento familiar e substituir os operários e agricultores. Isso determinou o fim do espartilho e o começo da era da calça comprida, que, no início, era usada com uma saia ou um avental comprido por cima. Um pouco depois dessa fase, as mulheres passaram a usar calças sozinhas, muito por influência da grande inovadora desse período: Coco Chanel.

Fábrica de munição na França (1916) - Archive of Modern Conflict London/Reuters
Mulher trabalhando em uma fábrica, no período da primeira guerra mundial.

 

Mulheres vestidas para o trabalho nas fábricas, no período da primeira guera mundial.

 

Modelos de roupas para trabalho.

Chanel entendeu muito rápido a necessidade dos novos tempos e soube adaptar esse desejo para a moda e a mulher que surgia. As roupas passaram a ser práticas, com as linhas das roupas mais simples, o comprimento mais curto e o novo conceito que resumia a mulher moderna e independente.

Coco Chanel ( à esquerda) vestindo calça comprida na década de 1920.

Depois desse período o grande acontecimento mundial foi a 2ª Guerra Mundial, que fez com que as mulheres mais uma vez saíssem de casa para trabalhar, enquanto seus maridos e pais estavam lutando pelo país. Foram anos difíceis, cheios de restrições e com o final da guerra, um sentimento de felicidade tomou conta de populações inteiras,  se refletindo mais uma vez na forma como as mulheres passaram a se vestir. Nesse ponto, o visual rigoroso e sequinho já estava ultrapassado e as mulheres estavam cansadas de tanta austeridade para se vestir.

Tailleurs típicos dos anos 40: a moda seguia o rigor dos uniformes militares com silhueta ajustada e poucos adereços femininos.

Em 1947, logo após o término da 2ª Guerra, foi lançado o “New look” ou “Tailleur Bar” de Christian Dior, revolucionário para a época e que  trouxe a feminilidade de volta ao guarda-roupa feminino. Com sua saia super rodada, com metros e metros de tecido e sua proposta de um mundo novo  de paz, cheio de felicidade, prosperidade e abundância.

Foi quando surgiram as primeiras roupas prontas ou, aqui no Brasil, as  “roupas feitas”, peças já produzidas que eram produzidas em massa e compradas para uso imediato. Tudo estava à disposição na loja mais próxima, sem necessidade de idas à costureira e provas cansativas.

É oficial: Maria Grazia Chiuri é a 1ª mulher estilista da Dior ...
O icônico Tailleur Bar, ou New Look, criação de Christian Dior, há 73 anos.

Avançando um pouco mais na linha do tempo, chegamos aos rebeldes anos 50 e 60, com a juventude transviada e o primeiro traje rebelde (hoje um clássico da moda jovem): a calça jeans com camiseta branca e jaqueta de couro preta.

Um verdadeiro símbolo dos anos 50 e começo dos anos 60, a calça jeans passa a ser o vínculo da moda com os jovens rebeldes, assim como a motocicleta e os carros em alta velocidade, representados por James Dean e Marlon Brando no cinema.

Eram anos agitados e a sociedade passava por uma revolução de costumes: os jovens começam a ter necessidade de identidade própria e procuram trilhar o seu caminho desvinculado do que desejavam seus pais, considerados pelos seus filhos, repressivos e antiguados.

 

Flores da Modéstia: A mulher e as calças nos anos 40
Publicidade de marca de “roupas feitas”, anunciando modelos em jeans. Anos 1950 nos EUA.

A música, o cinema, a literatura e as artes em geral seguiram o mesmo caminho e abriram espaço para a outra revolução um pouco mais tarde: os Hippies do final dos nos 60 e década de 70, com suas roupas coloridas, cheias de significado flower power,  as franjas e as bocas-de-sino (que hoje chamamos de flare).

Com seu discurso pacifista, os hippies eram contra a guerra do Vietnan e pregavam o amor livre, o uso de drogas para abrir as portas da percepção e se opunham a tudo que não fosse o senso comum; a coletividade . Esse movimento ficou conhecido como “contra-cultura” e influenciou toda uma geração.

Moda anos de 1970: inspirações de looks e produções
Ponchos, técnica tye die, estampas de cashmere e forais multicoloridos são as principais contribuições do período hippie para a moda.

Outro grupo que influenciou diretamente a moda dos anos 70/80 foi o movimento Punk inglês, com seus cabelos moicanos e suas roupas predominantemente pretas, com muitas tachas e pregos.
Os Punks, diferente dos Hippies, pregavam a agressividade como forma de expressão e mudança e eram contra qualquer forma de autoritarismo. Sua vestimenta e a música são as principais formas de identificação dessa ideologia.

Vivienne Westwood é a principal estilista desse movimento e suas criações romperam com establishment e continuam atuais 45 anos após o surgimento do movimento PUNK, na Inglaterra  em meados dos anos 1970.

1970s Westwood was one of the biggest names in the 1970s and later ...
Vivienne Westwood (de vermelho) na Londres dos anos 1970.

Uma coisa é certa, o laboratório da moda é a sociedade. Quanto maiores forem as mudanças no nosso meio social, maior será a transformação da moda.

Após a Pandemia algumas tendências já se mostram promissoras, como a necessidade de cuidar mais do planeta, a possibilidade de termos relações mais próximas, mesmo estamos distantes e outras que ainda vamos descobrir.

Nesse quadro promissor e novo, só o que podemos fazer por enquanto é imaginar qual será esse mundo novo, tendo a mente aberta e uma atitude otimista em relação ao futuro.

O novo cenário da moda nos permitirá ter mais consciência em relação a cadeia produtiva, a origem dos produtos e nos apontará as novas relações entre as marcas e os consumidores.

Mais do que isso, alertará para a responsabilidade de todos (empresas e clientes) com a economia e com a sociedade.

 

Siga-nos no Facebook

Siga-nos no Instagram

 

 

 

Aprenda a combinar as cores do inverno com os looks da PROGRAM!

A cartela de cores deste Outono-Inverno, vem acompanhada de diversos tons terrosos, como o marrom, argila, verde militar, sugar almond, também conhecido por camêlo e suas variações de cáqui, vinho, biking red ou vermelho fechado, além de outras cores vivas, como o verde éden, berry gloss ou magenta, burnt orange (mais conhecido por laranja queimado), galaxy blue, dusty cedar ou rosé e claro, as cores neutras, como preto e branco.

Na matéria de hoje, iremos mostrar algumas sugestões de looks com as melhores combinações de cores deste inverno, para você arrasar ainda mais nas produções!

Cores neutras: branco e preto

Por serem cores neutras, o branco e preto permitem diversas combinações, desde os tons claros, como o rosé, até os mais escuros, como o verde éden ou militar e o galaxy blue.

_RDE4544

_RDE4704

RDE_0407

RDE_5198

RDE_7461

 

Quer sair do básico camisa branca e jeans? Invista em calças coloridas!

 

Marrom

O marrom veio com tudo neste Outono- Inverno e algumas pessoas sentem dificuldades para criar combinações com esta cor tão marcante.

Muitas cores combinam com marrom. Se você curte cores vivas, saiba que fica lindo com verde.

 

 

 

E claro, o clássico marrom e preto!

 

Aposte na combinação monocromática, marrom e tons terrosos!

RDE_6973

Verde

O verde éden é um tom mais vivo e marcante, você pode combiná-lo com outros tons de verde mais claros, ou até mesmo com o mostarda!

RDE_7084

RDE_0296

Para um combinação clássica, aposte no verde militar e preto. Se deseja um look mais fashionista, aposte no orange burnt.

RDE_7836

Combinação perfeita: vermelho bossa nova e verde cypress!

_RDE4678

Vermelho

Existe combinação mais certeira como o vermelho e marinho? Aposte sem erro!

RDE_7787

Para produções monocromáticas, aposte em um ponto de luz! Na foto abaixo, o azul petróleo deu um brilho extra ao look de uma só cor.

RDE_7782

Vinho

 

RDE_6613

Vinho e rosé são cores muito próximas da cartela, facilitando a combinação do look!

RDE_7424

Assim como no vermelho, a cor marinho também combina com o vinho!

 

 

Ou aposte sem erro na camisa em galaxy blue, com a calça de sarja vinho!

Orange Burnt

Mais conhecido como laranja queimado, essa cor que é uma das tendências deste Outono-Inverno, combina com tons mais neutros, como o areia e tons de azul.

RDE_7133

 

Esses e outros modelos você encontra no site programmoda.com.br

 

Siga a PROGRAM no Facebook

Siga a PROGRAM no Instagram

 

O jeans perfeito você encontra na PROGRAM!

A linha jeasnwear da PROGRAM está sempre repleta de novidades, com modelagens para todos os gostos, em tecidos confortáveis e com ótima elasticidade.

No site programmoda.com.br, você encontra diversos modelos de calças jeans, como cigarrete, boot cut, reta, skinny, além de shorts saia, bermudas e vestidos.

A matéria de hoje irá explicar as diferenças entre as calças jeans, um clássico do guarda-roupa, super versátil e que nunca sai de moda!

Skinny

_MGM0359

_MGM0330

Essa é uma das modelagens de jeans mais contemporâneas. Acredita-se que o seu ponto alto na moda foi durante o inverno de 2005, com o lançamento da estilista inglesa Stella McCartney.

Ela é bem justinha do quadril ao tornozelo, dando aquela valorizada nas curvas. A calça skinny é ideal para quem gosta de peças mais coladinhas no corpo. É perfeita para qualquer tipo de ocasião e combina com vários tipos de sapatos, desde tênis, até o salto alto.

Boot cut

RDE_0422

RDE_0433

 

RDE_4471

 

A calça boot cut começou a ficar famosa em torno dos anos 90. Ela é uma peça super democrática, pois cai bem em diversos tipos de silhueta. A modelagem dela é reta até a coxa, deixando em harmonia quem possui bastante quadril. Na parte de baixo, da barra, a calça consegue cobrir uma bota ou um sapato de sua preferência, por isso a nomenclatura “boot cut”.

Reta

_MGM0252

_MGM0267

 

A modelagem reta é um clássico fashion, atemporal, que deixa qualquer produção com um ar mais  “arrumadinho”. É aquele tipo de calça que você não vai encontrar dificuldades ao compor o look.

Como o próprio nome já diz, esse estilo apresenta uma modelagem reta por toda a extensão das pernas, dando menos destaque às curvas do quadril e da perna, deixando a silhueta mais equilibrada.

Uma dica fashionista, dobre a barra para ficar bem moderna!

Cigarrete

 

A calça cigarrete é muito parecida com a skinny. A diferença está no comprimento, já que este modelo faz com que a barra termine no tornozelo.

A modelagem cigarrete confere modernidade e estilo à produção e pode ser usada com sapatilhas, sandálias, tênis, botas e também saltos mais altos para looks mais elaborados.

Outros modelos em Jeans

Shorts saia é o modelo perfeito para quem deseja praticidade! Possui o conforto do shorts, com a leveza da saia!

No outono/ inverno, você pode compor looks com bermudas ou shorts jeans, optando por botas de cano curto.

 

 

Vestido jeans, na PROGRAM você também encontra!

_MGM0070

Confira as cores ideais para cada tipo de pele e cabelo!

Hoje falaremos sobre as cores perfeitas para cada tipo de pele e cabelo. Sabemos que o mais importante é estar em harmonia e se sentir bem. As cores possuem grande influência no nosso dia a dia e na maneira como nos vestimos, sendo importante avaliarmos também o tom que mais combina com as nossas características físicas e também com a nossa personalidade.

A PROGRAM selecionou as principais cores para cada tipo de pele e cabelo, para você se identificar ainda mais:

Peles morenas e negras

Tons de bege escuro, como o camelo ou sugar almond, biking red ou vermelho mais fechado, tons de amarelo e mostarda, além de outras cores vivas e iluminadas, como o pink, dourado e prata, são ótimas para peles morenas e negras.

_RDE6626

RDE_0091

_RDE6361

 

_MGM0465

_RDE6531

RDE_4586

 

Cabelos escuros e pele clara

Tons de laranja, como o burnt orange ou laranja queimado, berry gloss mais conhecido como magenta, tons de vermelho vivo, são cores perfeitas para quem tem cabelo escuro e pele clara.

RDE_6634

RDE_0057

RDE_0043

RDE_6904

RDE_9470

RDE_6767

RDE_7499

 

Peles claras e loiras

Tons terrosos, como o cáqui, marron, argila ou cores vivas como o vinho, roxo, bordô e também tons delicados, como o rosa ou rosé, combinam com a pele clara e o cabelo loiro.

RDE_4195

RDE_9464

 

_RDE4806

_RDE4570

_RDE4608

18

RDE_0075

_MGM0030

Peles claras e ruivas

Todos os tons de verde, desde o eden (o mais escuro da paleta), até mesmo o verde mint (mais claro), ou o bandeira (mais vivo), além do clássico preto e branco e do galaxy blue, a cor tendência deste inverno.

RDE_0099

RDE_9068

_MGM0026

RDE_5079

RDE_0083

RDE_4637

 

_MGM0461

_MGM0022

RDE_0045

Esses e outros modelos você encontra em nosso site programmoda.com.br

Livros e revistas para quem ama Moda!

Esse post é dedicado a você que ama moda!

Não importa se trabalha na área ou se a moda é apenas um hobby na sua vida, a PROGRAM selecionou alguns livros e revistas que não podem faltar na sua estante.

Confira!

estupida livro

Uma das digital influencers mais respeitadas do universo da moda, Camila Coutinho conta nesse livro a sua trajetória de sucesso no mundo da internet. Leitura essencial para quem sonha em empreender ou seguir uma carreira no mundo da moda.

fashion livro

O objetivo do livro é falar do mercado de moda no Brasil e identificar os pontos fortes e fracos do setor. Uma visão interessante por quem realmente entende do assunto. Esse é para os profissionais que trabalham com moda ou que realmente querem se aprofundar no assunto.

moda brasileira livrp

O livro representa os novos tempos da moda, um momento maravilhoso de quebrar paradigmas e se reinventar. Alice Ferraz não está aqui para ensinar a você o que “pode” e o que “não pode”, mas como raciocinar a moda para servir à quem você quer e precisa ser, para servir à sua criatividade, ao seu jeito de ser e ao poder que você pode exercer quando se sente bem-vestida

 

Viviane_westwood livro

Escrito pela própria Vivienne Westwood, em parceria com o biógrafo Ian Kelly, o livro conta a história da estilista britânica conhecida como a “mãe do punk na moda”. Ao lado de seu ex-marido, Malcolm McLaren, que foi empresário de bandas como Sex Pistols, ela fundou as raízes do punk e a polêmica loja SEX, em Londres, frequentada por jovens roqueiros do mundo todo.

a moda e seu papel livro

Mais uma opção para quem gosta de relacionar a moda com sua influência na sociedade em um determinado tempo da história. Diana Crane mostra como as roupas se conectam com as diferentes classes sociais e as mudanças no vestuário diante dos movimentos feministas.

moda com livro

André Carvalhal, dono da marca Ahlma, conta com detalhes todo o processo de produção de Moda no livro Moda com Propósito, com consumo consciente, prestando atenção na sustentabilidade e na diversidade. O mundo fashion precisa reconhecer mais cada pessoa que trabalha na produção de uma peça de roupa.

chic livro

Quem não gostaria de saber a opinião de Gloria Kalil antes de vestir a roupa para uma festa, um casamento ou na hora de fazer as malas para uma viagem? Esta nova edição servirá de personal stylist para a leitora, trazendo dicas e comentários seguros para se construir um estilo pessoal, que evidencie a individualidade de cada uma, valorizando os seus pontos fortes e usando a moda sempre a seu favor.

 

dior livro

Por meio de fotos e fac-símiles de croquis, convites de desfile, catálogos e material de divulgação, este livro apresenta a pesquisa realizada pela historiadora de moda Catherine Rmen de quase setenta anos da maison Dior, mostrando a construção e a evolução da marca até as roupas assinadas por Raf Simons.

 

revista vogue

Esta revista é considerada a “bíblia” da moda mundial. Lançada nos Estados Unidos em 1892, hoje está presente em mais de 90 países com publicação mensal. A revista se tornou um verdadeiro guia de moda, especialmente depois dos anos 80, quando passou a ser comandada por Anna Wintour.

revista harpers

Uma das revistas de moda mais antigas do mundo, a Harper´s combina moda com referências artísticas. Foi publicada pela primeira vez em 1867 e durante anos ficou conhecida pelo slogan: “The well-dressed woman and the well-dressed mind” (A fonte de estilo para as mulheres e as mentes bem vestidas, em tradução livre). Traz uma versão brasileira e é referência para quem gosta, trabalha e respira moda, trazendo as tendências atuais, novidades com muito luxo.

revista elle

Uma das revistas de moda mais conhecidas do mundo, apresentando tendências nacionais e internacionais para mulheres de 25 a 50 anos. Hoje, está presente em mais de 50 países, inclusive no Brasil, informando sobre o melhor da moda, com editoriais marcantes e conteúdos para quem procura novidades no segmento.

 

revista marie claire

Uma das revistas internacionais mais conhecidas também tem sua versão brasileira. A Marie Claire foi criada em 1937 na França, mas hoje está presente em diversos países. A publicação, que tem sua edição em português publicada pela Editora Globo, traz conteúdos sobre cultura e sociedade, além, claro, de matérias de moda e tendências, com novidades de grandes marcas.

 

revista instyle

Dedicada especialmente à moda e beleza, a InStyle se tornou um guia do que está em alta e do que usar, com dicas de estilo para montar looks nas mais diversas ocasiões. Conhecida como Estilo no Brasil, ela apresenta centenas de produções de celebridades, que servem como referências para mulheres que querem se vestir bem em qualquer ocasião.

Fonte: arevistadamulher.com.br

amazon.com.br

 

Siga-nos no Facebook

siga-nos no Instagram

 

A Mulher Guerreira do Outono Inverno 2020 da PROGRAM

 

O tema é inspirado na força e determinação das mulheres, guerreiras por natureza, e traz diferentes tons terrosos e de verde, estilo Safári e Animal Print, que marcam o Outono/ Inverno 2020 da PROGRAM.
Versatilidade é uma palavra chave dessa tendência, assim como cores e modelagens que lembrem roupas funcionais e práticas.

As estampas são aquelas mais voltadas à proximidade com a natureza em seu sentido mais puro, pois remetem a luta ancestral por sobrevivência e abrigo.

Num contra-ponto com a modernidade e minimalismo, as peças assumem detalhes como bolsos elaborados, amarrações, recortes e botões que lembram materiais naturais, resgatando o lado mais utilitário da moda, onde os brilhos e rendas abrem espaço para o operacional e apropriado.

 

Cores Principais:

 

 

 

 

Alguns looks do tema Mulher Guerreira:

Vestido ref. 207014 em breve no site

 

Vestido ref. 207978

 

Macaquinho ref. 207915

 

Vestido ref. 207917

 

Vestido ref. 207977

 

 

Vestido ref. 207976

 

Parka ref. 207969

 

 

Blusa ref. 207951

 

 

Blusa ref. 207027 em breve no site

 

 

Blusa ref. 207029

 

 

Vestido ref. 207964

 

 

Blusa ref. 202951

 

 

Ref. 207014 em breve no site

 

 

Vestido ref. 207049 em breve no site

 

 

Vestido ref. 207021

 

 

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Facebook

 

Filmes e séries sobre Moda para você se inspirar

Quem respira Moda sempre está à procura de novidades e inspirações para esse universo. Filmes e séries são ótimas opções de entretenimento e com isso, a PROGRAM preparou algumas sugestões para você aproveitar este momento, sem precisar sair de casa!

filme coco

Coco Antes de Chanel é um filme que mostra a história da brilhante estilista Chanel antes de sua fama. Coco é uma mulher fantástica, independente, inovadora e totalmente a frente de sua época, só por esse motivo o filme já cativa. A atuação de Audrey Tautou é de uma simplicidade e sutileza que poucas atrizes possuem, ela é impecável. Vale a pena!

filme maria antonieta

A princesa austríaca Maria Antonieta (Kirsten Dunst) é enviada ainda adolescente à França para se casar com o príncipe Luis XVI (Jason Schwartzman), como parte de um acordo entre os países. Na corte de Versalles ela é envolvida em rígidas regras de etiqueta, ferrenhas disputas familiares e fofocas insuportáveis, mundo em que nunca se sentiu confortável. Praticamente exilada, decide criar um universo à parte dentro daquela corte, no qual pode se divertir e aproveitar sua juventude.

Esse filme ganhou o Oscar de melhor figurino em 2007, recomendamos!

filme a vingança

Uma atraente mulher (Kate Winslet) retorna à sua cidade natal na Austrália rural. Com sua máquina de costura e estilo haute couture, ela transforma as mulheres e demanda a doce vingança de quem não acreditou em seus feitos. Para os amantes da Moda, assistam!

filme Dior

Dior e Eu é um documentário que chama a atenção por mostrar um pouco do funcionamento interno de uma empresa conceituada como a Dior às vésperas de um desfile. Este é o grande ápice do longa-metragem, muito bem iluminado e fotografado de forma a ressaltar ao máximo o cenário escolhido – beleza é a matéria-prima deles!

filme sex and the city

Carrie Bradshaw (Sarah Jessica Parker) é uma escritora de sucesso obcecada por moda, que vive em Nova York. Assim como suas amigas Samantha Jones (Kim Cattrall), Charlotte York (Kristin Davis) e Miranda Hobbes (Cynthia Nixon), Carrie tenta equilibrar o trabalho com seus relacionamentos. O filme retrata muito bem todo esse universo fashion.

filme rainha

Dominada por sua mãe possessiva (Miranda Richardson) desde criança, a jovem Vitória (Emily Blunt) se recusa a conceder a ela a regência nos últimos dias de seu tio, William IV (Jim Broadbent). O maior interessado em que isto ocorra é John Conroy (Mark Strong), companheiro da mãe de Vitória, que sabe que perderá poder e prestígio tão logo ela alcance a maioridade e assuma a coroa inglesa. Pouco antes de ser coroada, Vitória se aproxima de Albert (Rupert Friend), príncipe da Bélgica, que se afeiçoa a ela. Após ser coroada ela passa a ser cortejada pelo lorde Melbourne (Paul Bettany), primeiro ministro da época. Dividida entre Melbourne e Albert, Vitória se vê diante de uma crise institucional devido à sua interferência nos assuntos políticos do país.

Ganhou em 2010, o Oscar de melhor figurino!

filme yes

Paris, 1957. Com apenas 21 anos, Yves Saint-Laurent (Pierre Niney) é chamado para cuidar do futuro da prestigiosa grife de alta costura fundada por Christian Dior. Depois de seu primeiro desfile triunfal, ele vai conhecer Pierre Bergé (Guillaume Gallienne) e este encontro irá abalar sua vida. Amantes e parceiros de trabalho, os dois se associam a fim de criar a grife Yves Saint Laurent. Apesar de suas obsessões e demônios interiores, Saint Laurent vai revolucionar o mundo da moda com sua abordagem moderna e iconoclasta.

o diabo filme

Andrea Sachs (Anne Hathaway) é uma jovem que conseguiu um emprego na Runaway Magazine, a mais importante revista de moda de Nova York. Ela passa a trabalhar como assistente de Miranda Priestly (Meryl Streep), principal executiva da revista. Apesar da chance que muitas sonhariam em conseguir, logo Andrea nota que trabalhar com Miranda não é tão simples assim.

Esse é um clássico da moda e você não pode deixar de assistir!

série versace

 

O assassinato de Gianni Versace, é uma série disponível na Netflix, que conta passagens da vida de Andrew Cunanan, a partir de sua infância, até o momento em que o levou a cometer uma série de cinco assassinatos em 1997, inclusive do ícone da moda Gianni Versace. A série mostra um pouco da história de Versace, inclusive a relação com sua irmã Donatela.

série o tempo

O livro que deu origem a série, conta a história de Sira Quiroga (Adriana Ugarte), uma costureira que parecia ter a vida toda planejada em Madrid. Prestes a se casar, ela se apaixona à primeira vista por outro homem e se muda para Marrocos a fim de ficar com seu novo amor. Lá, ela perde uma fortuna e acaba se tornando espiã dos aliados durante a guerra civil na Espanha. Uma série envolvente, que mostra a vida das antigas “modistas”, vale a pena “maratonar”.

série atelier

A jovemTokita Mayuko, após concluir seu curso especializado em tecidos, acaba encontrando um emprego que lhe mudará a vida e que exigirá o máximo de suas qualidades como profissional e como pessoa. Seu trabalho é em uma marca de lingerie de luxo, a “Emotion”. Na presidência da empresa, Nanjo Mayumi, é um ícone que alavancou a indústria de lingerie japonesa desde que a marca fora criada há 25 anos. Vale a pena assistir!

série girl

Britt Robertson interpreta Sophia, uma jovem rebelde e anarquista que se recusa a crescer. Ela acaba encontrando sua paixão de vender roupas vintage online e se torna uma mulher de sucesso. Enquanto constrói seu império de varejo de moda, ela percebe o valor e a dificuldade de ser a chefe de sua própria vida. Disponível na Netflix.

Fonte: netflix.com

adorocinema.com